Programa Brasil Profissionalizado na Escola Djalma Batista


O Governo do Estado em parceria com o Governo Federal está investindo cerca de R$ 700.000,00 (setecentos mil reais), em obras de ampliação da Escola Djalma Batista do Município de Tarauacá. Estão sendo construídas várias salas que serão disponibilizadas para a implantação do programa Brasil Profissionalizado.

Diretor Francisco Souza

O Diretor da Escola Professor Francisco Souza, que está no seu último ano de mandato, disse ao blog da nossa escola que a o programa é uma das grandes conquistas da população de Tarauacá. "vou encerrar meu mandato tendo a satisfação de compartilhar desse importante empreendimento com a nossa juventude", finalizou o dirigente.



O Programa Brasil Profissionalizado visa fortalecer as redes estaduais de educação profissional e tecnológica. A iniciativa repassa recursos do governo federal para que os estados invistam em suas escolas técnicas. Criado em 2007, o programa possibilita a modernização e a expansão das redes públicas de ensino médio integradas à educação profissional, uma das metas do Plano de Desenvolvimento da Educação (PDE). O objetivo é integrar o conhecimento do ensino médio à prática.

Mais de R$ 500 milhões já foram repassados pelo Ministério da Educação para estimular a implementação de ensino médio integrado à educação profissional nos estados. O dinheiro deve ser empregado em obras de infraestrutura, desenvolvimento de gestão, práticas pedagógicas e formação de professores. Até 2011, o programa investirá recursos da ordem de R$ 900 milhões aos estados e municípios que ofertam educação profissional no país.

O Brasil Profissionalizado leva em consideração o desenvolvimento da educação básica na rede local de ensino e faz uma projeção dos resultados para a melhoria da aprendizagem. Um diagnóstico do ensino médio contém a descrição dos trabalhos político-pedagógicos, orçamento detalhado e cronograma das atividades. O incremento de matrículas e os indicadores sociais da região, como analfabetismo, escolaridade, desemprego, violência e criminalidade de jovens entre 18 e 29 anos também são analisados.

Fotos da Obra






Comentários

MAIS ACESSADAS

Professora de Biologia ministra aula prática com ervas medicinais

EM AULA DE FILOSOFIA, ESTUDANTES DA DJALMA BATISTA DEBATEM REDUÇÃO DA MAIORIDADE PENAL

AULAS DA ESCOLA DJALMA BATISTA SÓ RETORNAM DIA 14 DE AGOSTO