Tarauacá terá primeira escola de Ensino integral da região


Os estudantes de Tarauacá agora terão mais uma opção para estudar o ensino médio, isso porque, a terra do abacaxi, foi uma das cidades acreanas contempladas com o novo modelo de ensino do Acre: A escola de tempo integral. As aulas serão na Djalma Batista, primeira instituição da região do Vale do Tarauacá/Envira a receber o novo sistema.


A educação integral representa uma ruptura do modelo tradicional de ensino. Ao mesmo tempo que provoca uma revolução no processo de ensino-aprendizagem, porque instiga e valoriza o desenvolvimento das competências e habilidades dos jovens do século 21.

As aulas já começam em março deste ano e para apresentar a nova metodologia para os tarauacaenses o secretário de Educação e Esporte do Acre, Marco Brandão, se reuniu com os pais dos alunos matriculados na primeira instituição a atuar com o novo processo educacional.

Durante o encontro o gestor explicou sobre a nova dinâmica de ensino, que não se trata apenas de ampliar o tempo de permanência dos estudantes na escola, mas de repensar as práticas pedagógicas com o intuito de redimensionar o tempo e os espaços escolares.


“Essa é uma escola voltada para os jovens e construída com os jovens. É uma escola onde o protagonismo juvenil se destaca, onde ele é o centro do processo pedagógico. O aluno passa mais tempo na escola, mas ele também passa a escolher o que ele quer fazer. Porque além do currículo comum, ele poderá escolher os assuntos e projetos que deseja e que são pertinentes ao processo teoria e prática”, salienta.
Investimento

Brandão destacou ainda que a nova escola representa um esforço do governador Tião Viana em revolucionar ainda mais a educação acreana, da capital ao interior. Prova disso é que para a efetivar o modelo nas primeiras instituições da região, o governo do Acre está investindo R$ 28 milhões.

Sendo que desse montante, apenas R$ 8 milhões são provenientes de verba federal e os outros R$ 20 milhões, são recursos próprios do Estado. “ Para o governo esse recurso não é um gasto, mas um investimento na educação dos acreanos”, frisou Brandão.
Implantação no Acre

Em Rio Branco, o sistema foi implantado em 2017 e este ano se estende para mais três cidades acreanas, Brasileia, Cruzeiro do Sul e Tarauacá. Em suma, quatro das cincos regionais: Juruá, Tarauacá/Envira, Baixo e Alto Acre, estarão com o novo método em funcionamento em março deste ano.


Para A coordenadora do núcleo da Secretaria de Estado de Educação em Tarauacá, Francisca Aragão, que tem mais de 50 anos dedicados à area, ressaltou que a escola de tempo integral representa um avanço para o ensino da região.

“Tarauacá está inaugurando uma nova era na educação, porque esse é um método inovador, que vai desafiar os nossos estudantes a romper as barreiras do tempo e do espaço para alcançar o sucesso. Vai formá-los para enfrentar o mundo”, disse Francisca Aragão.

Foi pensando nisso que o autônomo Antônio Vieira matriculou Raimundo Pereira. Para ele, a nova escola vai oferecer as condições necessárias para que o filho consiga terminar o ensino médio com as capacidades necessárias para cursar medicina em uma universidade federal.

“Estou até emocionado, porque meu filho já é um bom menino, sempre tirou boas notas e sonha em fazer medicina. Por isso, acredito que fui um dos primeiros a procurar a escola porque tenho certeza que agora estudando o dia todo ele vai sair preparado para concorrer com qualquer outro estudante”, conta.

Agência Acre

Comentários

MAIS ACESSADAS

MATRÍCULAS DA ESCOLA DJALMA BATISTA PARA ENSINO INTEGRAL SE ENCERRAM NESTA SEXTA FEIRA.

AULAS DO ENSINO INTEGRAL NA DJALMA BATISTA INICIAM DIA 19 DE MARÇO